domingo, 16 de novembro de 2008

"Arroz de pato à talhante."

Nenhuma, ou quase nenhuma das receitas tradicionais fica imune aos desígnios inventivos cá das senhoras DONAS DAS PANELAS. O arroz de pato não poderia ser diferente! E como cá em casa há já várias gerações que estão ligados ao comercio das carnes, a carne é sempre em abundância. Para mal das nossas veias e organismo em geral. Tudo tem encontrado um novo balanço com as novas gerações de cozinheiras, mas há alturas em que é quase impossível fugir à "genética" imposta. Por isso, este arroz de pato tem muito pato, chouriço, presunto e...toucinho. Sim, cá para o Norte ainda existe toucinho, esse reduto da gastronomia da província. Ora, os ingredientes são:

1 pato grande sem pele
3 dentes de alho
1 folha de louro
1 cebola grande picada
1/2 chouriço
150/ 200g de toucinho
3 farias grossas de presunto
750g de arroz (eu meço 3 chávenas de arroz)
2 vezes o valor do arroz em água (neste caso seriam 6 chávenas)
azeite a gosto sal a gosto
não coloco mais condimentos pois os enchidos e o toucinho "emprestam" esses condimentos.



1. Cozer o pato, o chouriço inteiro, o presunto e o toucinho inteiro na mesma panela com um pouco de sal e a folha de louro. Retiro o chouriço, o presunto e o toucinho bem antes do pato, para que não fique excessivamente cozido.
2. Assim que o pato estiver cozido (isto depende da idade do pato e do fogão, por isso, coloquem as vossas capacidades a funcionar...lol) deixar arrefecer, guardar a água de cozedura e desfiar toda a carne do pato.
3. Numa outra panela, refogar a cebola e os alhos, até obterem um tom dourado escuro, sem queimar. Juntar o arroz e a água de cozer o pato e, se necessário, corrigir o sal.
4. Deixar o arroz levantar fervura, diminuir o fogo até que a água evapore, ficando apenas uma pequena película acima do arroz. Colocar em forno pré aquecido para terminar a cozedura. Panela bem fechada, ok?
5. Verificar a cozedura do arroz, retirar da panela com um garfo para "abrir" bem o arroz.
6. Numa fonte, travessa ou recipiente para ir ao forno untar com um pouco de azeite e colocar o arroz intercalado com o pato desfiado, distribuindo de forma uniforme.
7. Finalizar decorando com o presunto, o toucinho e chouriço fatiado.
8. Levar ao forno para dourar e servir quente.


4 comentários:

Maga disse...

arroz de pato é provavelmente o prato preferido da minha filhota. mas como não como carne, a desgraçada está sugeita aos arrozes dos outros... não queres mandar uma caixinha para ela? ihihih

Cordonbleu disse...

Maga:
Isso não se faz, temos que ser tolerantes...lol...dar a carne a quem a pede...lololol
Brincadeirinha.
Não fosse eu suspeitar que a aromática encomenda nunca chegaria ao seu destino e podes estar certa que a enviaria com muito gosto!

Maga disse...

és uma querida!

Moskki disse...

Isto é um arroz tipico, ao qual a minha familia depois de 2 pratadas...
Diria "Este arroz até me fez crescer cabelos no peito"


Many thanks!